História Recontada

Em 22 de julho de 1943 um grave acidente marcou a história de Caxias do Sul. Naquela manhã, aconteceu uma grande explosão no interior da Metalúrgica Gazola & Travi, que produzia armamentos para o Exército brasileiro. As narrativas oficiais apontavam para 7 vítimas, que receberam as homenagens de praxe nos meses seguintes. Posteriormente, ruas do bairro Sagrada Família foram denominadas com seus nomes. Assim a história passou a ser contada por décadas...

Em 2018, um trabalho meticuloso de investigação acrescentou novos elementos para aquela narrativa. Havia uma outra vítima, que fora completamente esquecida: Anoema da Costa Lima, que faleceu em 1945, em decorrência dos ferimentos que sofrera no dia da explosão.

O MIM- Museu da indústria Metalúrgica, Memorial Gazola, organizou a inclusão do nome de Enoema Costa Lima no Obelisco em homenagem as moças operárias, em 2018. A Lei ordinária de 21/02/2020 determinou a denominação de uma rua no Bairro São Giácomo, em Caxias do Sul, com seu nome. Por fim, em breve será lançado o livro escrito por Tania Scuro Mendes “Anoema . A história esquecida”. A narrativa histórica vai se transformando reunindo fragmentos da memória e dando voz a novos personagens, incluindo outros atores sociais que foram ignorados por muito tempo.




© 2017 por Memorial Gazola

Senso Comunicação Integrada

Rod. BR 116, 1018 - Petrópolis
Caxias do Sul - RS 

(54) 3041-1511

  • Videos
  • Facebook